Joan Baez proibida de cantar


 
Zé Ramalho com a cantora americana Joan Baez, em 1980.  
 
Baez, ovacionada pelo público, foi proibida pela censura militar de se apresentar no Brasil - ao lado de Zé Ramalho. Zé Ramalho conta em uma entrevista à Rolling Stones: “Fui pessoalmente ao hotel onde ela (Joan Baez) estava hospedada. 

Muito simples, ela me recebeu em seu apartamento. Ensaiei eu e essa mulher, sozinho, com um violão, a música do Geraldo Vandré “Vou Caminhando”. Em português. Mas a censura não liberou. Veio um documento da Polícia Federal impedindo a apresentação dela nesse show: “Proibida de cantar”. Isso eu tenho guardado no meu arquivo. Ela estava aqui pra se encontrar com Lula, sindicalista. 

O Senador Eduardo Suplici, na época ainda vereador, foi quem a levou. Com Baez tive a sensação de estar muito próximo ao universo de Dylan. No meu arquivo também tenho guardado a gravação da gente cantando Vandré e “Imagine”, no quarto do hotel. Baez foi impedida de cantar, mas subiu ao palco e disse: “Não posso cantar…”. A platéia delirando. Ela , no entanto, entrou no palco sem avisar. Em “Admirável Gado Novo”, dançando e disse: “Não posso cantar. Estoy proibida!”. 

Depois que acabou o show filmamos essas duas canções no seu camarim. Depois enviei uma cópia do VHS pra ela. Já faz quase 30 anos. Se eu botar esse vídeo no Youtube pega fogo! Está guardado. Isso não morreu.

Fonte: http://zeramalho.tumblr.com/

Um comentário: